RELEITURA DE OBRAS DE ARTES PROJETO ARTE-ME

Introdução: a ideia inicial
Assim como existem diversas interpretações de uma obra de arte, existem diversas possibilidades de releituras dessa obra (CORES E MATRIZ, 2009). Nesse caso, para se fazer uma releitura está relacionado a ter uma compreensão mais apurada da obra..
Importante: Reler uma obra não é apenas reproduzi-la, exercitar a criatividade. Não devemos nos ater a mesma técnica usada pelo artista na obra original. Nesta perspectiva, este projeto trabalha a percepção do aluno para que ele possa utilizar outras (a que mais se identifica, de preferência) formas de expressão artística, seja: o desenho, a escultura, a fotografia ou a colagem, deixando-o livre para que crie algo novo, mantendo um elo com a fonte que serviu de inspiração. 

Desenvolvimento: a metodologia
O objetivo principal é despertar nos alunos o interesse pelas artes e fazer perceber como ela está presente no nosso dia a dia. O mesmo deverá culminar na exposição das obras produzidas pelos alunos. No primeiro momento o professor levará para a sala exemplos de outras releituras já feitas; fará uma aula expositiva acerca do conceito de releitura de obras, definirá como será feita essa releitura (através de fotografia, escultura, colagem) e estimulará cada aluno a produzir a sua (no caso apresentado abaixo, eu escolhi trabalhar a partir da fotografia). Nesse momento é importante deixar o aluno à vontade para escolher a obra, ou imagem que mais o atrai. No segundo momento o aluno apresentará a imagem escolhida, e uma pesquisa feita a respeito da mesma: autor, contexto histórico e cultural da mesma, técnica usada para sua produção, etc. No terceiro momento, haverá a produção dessa releitura. O professor ficará à vontade para decidir se cada aluno/equipe faz em casa ou se as produções acontecerão em sala. É importante perceber que se a produção necessite de um tempo mais demorado, o professor realize em formato de oficinas e registre o processo de criação também.

Conclusão: a socialização do processo

No quarto momento, deve-se organizar a exposição dos trabalhos e dar um momento para que eles possam expressar tanto o motivo da escolha de cada imagem, quanto como se deu o processo de criação da releitura. Dessa forma exercita-se discussão sobre Arte na Escola, bem como a formação de plateia.  


VEJA, ABAIXO OS TRABALHOS PRODUZIDOS PELOS ALUNOS










PROJETO: VIDA EM OUTONO

Profº: Luka Severo[1]

Introdução: a ideia inicial
O outono é a estação do ano que nos faz lembrar e repensar sobre as passagens que a vida tem. Muitos poetas falam dessa estação como um momento em que deixamos o passado para construir um novo presente e futuro.
Nesta perspectiva esse projeto se debruça em estimular os alunos a pensarem sobre “quem somos e quem seremos depois”. Estas percepções devem ser ilustradas depois de um conversa reflexiva com a turma. Os estudantes devem ficar à vontade para representar como achar que devem.  

Desenvolvimento: a metodologia
O trabalho deve ter como objetivo principal  fazer com que os alunos busquem uma autorreflexão de si e do espaço a sua volta, e estimular a exteriorização dessa percepção. O mesmo deverá culminar com uma exposição de máscaras produzidas pelo grupo. Em um primeiro momento o professor estimula a turma fazendo perguntas do tipo: o que você quer ser quando crescer? Por quê? E se não der certo? Como é sua vida agora?, etc. Esse momento fica a cargo do professor, que em  segundo momento pedirá para que os alunos represente esse seu desejo, ou pensamento da maneira que quiser, através de recorte em /com folhas secas. Nesse momento, pensando sobre a perspectiva de que a folha mesmo depois de ser arrancada da arvore ainda serve para este trabalho – além de adubo natural, poeticamente deve-se estimular o aluno a pensar que a folha servirá para cultivar nossos sonhos e eternizá-lo na obra de arte que em um terceiro momento, deverá ser exposta para para a comunidade acadêmica que poderá apreciar os trabalhos e ter um momento de experiência com a vivência de cada um dos envolvidos no processo. No final em cada trabalho estará a imagem que representa o imaginário individual dos participantes.

Conclusão: a socialização do processo
O trabalho desenvolvido no decorrer do processo criativo, deverá ser apresentado em uma exposição de quadros, apresentado a comunidade escolar, com o intuito de fazer o público, bem como os envolvidos no processo de criação e a percepção de mundo de cada participante.















[1] Luiz Severo Neto Filho: Graduado em Licenciatura Plena em Teatro pela Universidade Regional do Cariri – URCA; / - Pós Graduado em Ensino de Artes: Técnicas e Procedimentos, pela Universidade Cândido Mendes – UCAM-PRÓMINAS; / - Professor Efetivo de Artes da Secretaria de Educação do Município de Iguatu - CE. / - Professor Contratado de Artes no Instituto Randara Melo, Unidade de Iguatu - CE. 

Reflexões de Regiane

Qual o verdadeiro significado de dizer eu te amo?

Muitas pessoas acreditam que amar é o renascer da felicidade, esplendida como uma joia valiosa que se não for moldada na estatura real não chegará a ter valor algum.
Como perceber diante dos olhos a sinceridade que ecoa nos meus pensamentos tentando buscar o sentido do que sempre nos complementa nos fortalece...                       
Apesar de dizer eu te amo, existem momentos em que na busca excessiva de amar preciso me descobrir como um ser que sente o meu peito arder como chamas a procura de um amor que me transforme a cada dia.
Muitos dizem amar, porém não conhece o real sentido do amor. Amor constrói linhas positivas de afeto, desperta esperança em meio a conflitos internos.                       
Busca cessar a tristeza e preencher os espaços vazios com palavras e ações construtivas. É difícil traduzir seu significado quando as pessoas não percebem o seu sentido.                       

Dizer eu te amo vai além do céu e da terra, procura permanecer dentro do peito como uma válvula de escape que impulsa o controle de todos os sentidos... Quando a humanidade se de conta de como é possível amar sem ter nada e troca, que perceber que o amor surge e permanece dentro do coração como riqueza de duas almas incorporadas em um tornando dois corpos em apenas um. Apesar do amor está quase extinto acredito que as mudanças internas só serão possíveis quando realmente descobrimos o valor de amar.

REFLEXÕES DE REGIANE

Meu amor.. .
Muitas vezes procuramos entender de onde aparece tanto receio ou alegrias, sentimentos aos quais se entrelaçam explodindo no peito por um grito de socorro. Nesse momento podemos perceber a intensidade das vibrações que cada batida do nosso coração ecoa num silêncio inexplicável. Cada palavra tem seus significados marcantes da mesma forma que cada ação nos torna capazes de evoluir. Engraçado é entender toda sintonia voltada por pensamentos considerados ocultos que ao perceber vive mais intenso que qualquer outra espécie de vidas
 Assim como seres evoluídos somos o que somos e não há como mudar de fato mais podemos nos tornarmos seres vitoriosos por cada minuto apreciar a vida.                       
Deus traz pra gente novas expectativas a cada momento. Seja ela de construção, reconstrução ou evolução.  Um sorriso não se apaga na dor de uma alma ferida mais se transforma em grande vitória quando se busca auxilio nos braços de quem ama. Não relato amor de prazer entre dois corpos , mais o amor que atravessa anos em anos em busca de cessar seu desejo intenso de se auto completa. Não podemos dizer que os sonhos que buscamos, que cada queda ou cada avanço não houve o resultado esperado. Devemos acredita nas etapas da vida como momentos de reflexão entre o que toleramos e o que precisamos consertar. A vida é assim um palco cheio de mistérios mais também o berço de uma alma.                       

O espetáculo continua todas as noites, todos os dias.... o renascer do sol traz um motivo para sorrir, para suspirar e mostrar que apesar dos meus olhos não poder enxergar os seus , das minhas mãos não te tocar não me impeça de cada dia te sentir mais vivo dentro de mim. Não deixe que os pensamentos afoguem as memórias construídas, pois cada lembrança te manterá cada vez mais sábio, valente e feliz.
AUTOR: Regiane Vieira.

FELIZ DIA DAS MÃES


MINHA ETERNA PAIXÃO
Benício Rios.
Hoje estamos passando para homenagear uma pessoa muuuuuuuito especial. Sabe quem é? É você mesmo, mamãe. Sabe por quê? Por motivos pequenos e gestos bem grandes que só você, mãe, seria capaz de fazer.
Mãe,
Lembra quando sorriu para mim pela primeira vez?
- Me apaixonei: Você foi a primeira mulher da minha vida. Minha paixão.
Quando me colocou nos braços pela primeira vez  eu me senti tão seguro, que se eu pudesse nunca mais sairia dali, mas sempre chegava alguém para me tirar do teu colo, até eu chorar... chorar... e ser devolvido pra você.
Quando eu caí e chorei, foi você que enxugou os meus olhos, e com o seu toque, sarou minhas feridas: e que poder tem esse toque, mamãe.
Aí que eu descobri que além de mãe, você também é minha melhor amiga. Afinal não são para os melhores amigos que contamos nossos segredos? – Lembra de quantos segredos eu te contei, mamãe? Esqueceu né? Porque era segredo... e aí, até pra mim, você faz de conta que não lembra mais.

Obrigado, mamãe, por ser a minha primeira e eterna paixão!  

BREVE HISTÓRICO SOBRE ROMEU E JULIETA E ATIVIDADE

Por Ana Lucia Santana
Este clássico da literatura universal vem há séculos seduzindo gerações de leitores apaixonados, que encontram nas páginas tecidas pelo inglês William Shakespeare uma das mais belas e trágicas histórias de amor de todos os tempos. A história de Romeu e Julieta praticamente transformou-se em um arquétipo da psique humana, como ocorreu, por exemplo, com o mito de Édipo, criado por Sófocles, célebre dramaturgo grego, e convertido por Sigmund Freud em um conceito fundamental da Psicanálise.
Esta tragédia shakespereana, elaborada entre 1591 e 1595, não é significativa apenas por enfocar o amor proibido entre dois jovens na Verona renascentista, mas também por denunciar a hipocrisia e as convenções sociais, os interesses econômicos e a sede de poder, elementos que engendram inevitavelmente a intolerância e condenam o sentimento nobre que brota dos corações de Romeu e Julieta.
Nesta cidade italiana, aproximadamente em 1500, duas famílias tradicionais, os Montecchios e os Capuletos, cultivam uma intensa e insustentável inimizade que já remonta a vários anos. Independente desta rivalidade, Romeu e Julieta, filhos únicos destes poderosos clãs, se apaixonam e decidem lutar por este sentimento.
Os amantes se conhecem em uma festa promovida pelo líder dos Capuletos, pai da jovem. Romeu, evidentemente, não foi convidado mas, acreditando estar apaixonado por Rosaline, uma das moças presentes no evento, se oculta sob um engenhoso disfarce e vai à celebração. Uma vez, porém, que ele se depara com Julieta, a imagem da outra garota desaparece de seu coração, e nele agora só há espaço para a jovem desconhecida. Logo depois os dois descobrem que pertencem a famílias que se odeiam.
Romeu, logo depois da festa, oculto no jardim, ouve involuntariamente o diálogo de Julieta com as estrelas, durante o qual ela confessa sua paixão. Ele então a procura e se declara. Um dia depois os dois, com o auxílio do Frei Lawrence, que pertence ao círculo de amizades do jovem, se casam em segredo.
Mas asombra da tragédia parece persegui-los. Neste mesmo dia Romeu se envolve sem querer em uma briga com o primo de Julieta, Tebaldo, que ao descobrir a presença do Montecchio na festa de seus tios, planeja uma revanche contra ele. A princípio o jovem não aceita provocações, mas seu amigo Mercúcio confronta o adversário e é morto por ele, o que provoca a revolta de Romeu, o qual mata Tebaldo para se vingar.
Esta morte acirra ainda mais o ódio entre as famílias e o Príncipe da cidade manda Romeu sair de Verona. O velho Capuleto, sem saber da união de sua filha com o inimigo, arranja o casamento da filha com Páris. O frei a convence a aceitar o matrimônio, mas arma um plano. Pouco antes da cerimônia Julieta deverá ingerir uma poção elaborada por ele; com a ajuda deste preparado ela será considerada morta.
Romeu seria avisado e retornaria para retirá-la do jazigo dos Capuleto assim que ela despertasse. Porém, como não poderia ser diferente em uma tragédia de Shakespeare, Romeu descobre o ocorrido antes de ser notificado pelo Frei. Desesperado, ele adquire uma poção venenosa e, na sepultura onde se encontra a amada, ingere o conteúdo do frasco e morre junto à Julieta.
A jovem, ao acordar, se dá conta do que aconteceu e, com o punhal roubado de Romeu, se mata. Os dois são encontrados juntos, mortos, para completo desespero dos familiares. Abalados com a tragédia, eles se reconciliam definitivamente.
A peça de Shakespeare teve inúmeras montagens e versões ao longo do tempo. A história também foi transposta para as telas dos cinemas. As duas versões mais conhecidas são a de Franco Zeffirelli, de 1968, protagonizada por Leonard Whiting e Olívia Hussey; e a de Baz Luhrmann, de 1996, interpretada por Leonardo DiCaprio e Claire Danes, a qual se passa no mundo atual.

professor, para acessar o plano de aula clique aqui

atividade -  assista o filme abaixo, baseado na peça, e em seguida responda as questões que seguem 


Teste seus conhecimentos sobre Romeu e Julieta, a mais famosa história de amor de todos os tempos. Um clássico que tem encantado gerações há mais de 400 anos.

1 - Qual o motivo de o amor de Romeu e Julieta ser impossível?
a) Julieta estava prometida em casamento
b) Romeu era pobre
c) As famílias eram rivais
d) Eles tinha uma diferença de idade muito grande
e) O pai de Romeu havia brigado com o irmão de Julieta

2 - Como Romeu e Julieta conseguem se casar?
a) O pai de Julieta promete a Romeu a mão da filha em casamento em troca de favores
b) O pai de Romeu permite a união por causa do grande dote oferecido pelo pai de Julieta, que se beneficiaria com o casamento
c) Eles fogem para uma cidade distante e lá se casam
d) Julieta vai à Igreja sob o pretexto de confessar e lá se casa com Romeu, que, por ser amigo do padre, conseguiu que a cerimônia fosse realizada
e) Eles não conseguem se casar

3 - O que acontece com Mercúrio, grande amigo de Romeu?
a) Casa-se com Rosalina
b) Se torna o príncipe de Veneza
c) Termina na prisão por matar Teobaldo
d) Termina na prisão por matar Romeu, pois amava Julieta
e) É morto por Teobaldo

4 - Por que Romeu precisa fugir?
a) Porque Páris, pretendente de Julieta, fica sabendo do casamento e quer matar Romeu
b) Porque mata Teobaldo, primo de Julieta
c) Porque mata Mercúrio
d) Ele não precisa fugir. Quem tem motivos para a fuga é seu pai, que mata o pai de Julieta
e) Porque Julieta se casa com Páris e ele não consegue suportar não ficar com sua amada

5 - Como Romeu descobre a "morte" de Julieta?
a) Um amigo que ele mandou para saber notícias de Julieta vê o corpo da moça sendo levado para a sepultura
b) O pai de Julieta envia um comunicado à família Montecchio noticiando a morte da jovem e dando detalhes sobre o velório e sepultamento
c) A mãe de Julieta o acusa formalmente da morte da filha e manda prendê-lo
d) Julieta morre nos braços de Romeu
e) Romeu é avisado pelo padre da morte de Julieta

6 - Como Julieta consegue se livrar do casamento com Páris?
a) Ela é incentivada pelo padre a tomar uma poção que lhe deixará aparentemente morta
b) Ela consegue convencer seus pais de que só será verdadeiramente feliz com Romeu, seu amor de verdade
c) Páris é agressivo com Julieta e o pai da moça repudia o ato
d) Páris é morto por Romeu antes do casamento
e) Páris perde todo seu dinheiro em um jogo de pôquer, e isso entristece a família Capuleto

7 - Como é o nome do escritor de Romeu e Julieta?
 (W_ _ _ _ _ _ S_ _ _ _ _ _ _ _ _ _)

8 - Como é o final da história de Romeu e Julieta?
a) Romeu se suicida após saber que Julieta casou-se com Páris, e esta também se mata após saber da morte de Romeu
b) Romeu se mata por pensar que Julieta está morta, e esta também comete suicídio ao ver seu amado sem vida
c) Romeu e Julieta fogem para uma cidade distante de Verona, onde se casam, viram comerciantes e têm 3 filhos
d) As famílias fazem as pazes após uma ordem vinda do príncipe, e o casamento dos dois jovens é permitido
e) Os dois resolvem morrer juntos e serem felizes no paraíso, porque sabem que na Terra sua felicidade será impossível devido às constantes brigas entre seus familiares

9 - Romeu e Julieta foi escrito em forma de livro. Verdadeiro ou falso?
a) Verdadeiro   b) Falso

GABARITO: C | D | E | C | A | A | William Shakespeare | B | B